Buscar
  • TXT BRAZIL

TOMORROW X TOGETHER e como seu novo EP "minisode1: Blue Hour" marca o início de uma nova era

O GRAMMY.com conversou com o TXT para discutir como eles "mudaram e cresceram" em seu novo EP e o que significa para eles serem um dos que estão liderando os atos de K-pop da próxima geração.


Se há algum ato musical que pode capturar a natureza multifacetada da juventude, este é o TOMORROW X TOGETHER (TXT). Das mentes da Big Hit Entertainment, a empresa-mãe por trás do sucesso internacional do BTS, o TXT emergiu no ano passado como o primeiro grupo a debutar sob a empresa desde 2013. Com sapatos tão grandes para caber, o TXT tem aberto um caminho revigorante e distinto, encontrando uma única voz ao longo do caminho.


O grupo de K-pop de cinco peças, composta pelos membros SOOBIN, YEONJUN, BEOMGYU, TAEHYUN e HUENINGKAI, tem sido desde sua estreia um dos maiores e mais promissores atos do K-pop tudo em menos de dois anos. Eles receberam uma série de elogios na Coreia e no exterior, alcançaram o top do chart do World Albums do iTunes em 50 regiões, recebeu nomeações em 2019 e 2020 no MTV Video Music Awards na categoria Best K-pop, foi capa da edição de julho de 2020 da revista Teen Vogue e agarrou o título de Música do Verão de 2020 da Rádio Disney USA para seu single, "Can't You See Me?"


O TXT estreou no ano passado com a série "The Dream Chapter" começando por "The Dream Chapter: STAR", seu EP de estreia, em março de 2019; "The Dream Chapter: MAGIC", seu álbum completo de estreia, em outubro de 2019; e a conclusão com o EP "The Dream Chapter: ETERNITY" em maio passado.

Seu novo EP de cinco faixas, "minisode1: Blue Hour", lançado hoje (26/10), é o começo de uma nova era para o grupo. Um adequado capítulo novo, o EP mergulho em vários gêneros novos ao TXT, incluindo disco, dancehall, nu gaze, future R&B e pop-rock, enquanto contam uma história sobre garotos que são forçados a ficar à beira do mundo real durante a hora azul.


Ao longo de "Blue Hour", um tipo de parada para sua próxima jornada, o TXT trata habilmente os conflitos da realidade e reflete sobre a necessidade atual de uma pausa na vida real. A faixa título do EP, "Blue Hour," segue os passos do hit disco do BTS, o topo dos charts "Dynamte," colorido com a rotação única do TXT. O EP inclui também "We Lost the Summer", faixa temática sobre a COVID-19, que possui o toque criativo de Charli XCX. Os meninos do TXT também escreveram letras para algumas músicas do EP, incluindo "Ghosting" e "Wishlist", provando seu crescimento artístico e contando uma autêntica história para adolescentes enfrentando a pandemia. A última música do EP, "Way Home," é uma faixa do gênero future R&B que exibe a habilidade vocal do grupo enquanto enfatiza a necessidade de companheirismo.


O GRAMMY.com conversou com o TOMORROW X TOGETHER para discutir seu novo EP "minisode1: Blue Hour," como eles criaram arte significativa apesar da pandemia e o que significa para eles serem um dos que estão liderando os atos de K-pop da nova geração.



Vocês, rapazes, são um grupo voltado para os jovens. Como artistas da Geração Z, como você pretende se conectar com o público de uma maneira significativa?

HK: Nós sempre tentamos incorporar ativamente os pensamentos e emoções que os jovens tem nas nossas letras e canções. Por exemplo, nossa faixa "We Lost the Summer," do nosso mais novo EP, é sobre a perda da nossa vida e rotina diárias devido à pandemia de COVID-19. "Way Home" é sobre rapazes voltando da escola; o caminho parece errado e até um pouco solitário em comparação a antes, mas ele acredita que contanto que eles se lembrem um do outro, estarão sempre juntos não importa o que aconteça. "Wishlist" é bem identificável também. É sobre tentar descobrir que presente dar para alguém — alguém muito especial. Pode ser um problema se eles não te deixam saber o que eles querem. Em diversos modos, tentamos incluir uma ampla variedade de emoções e tópicos que são relevantes para os jovens hoje, e tentamos também nos manter conectados com nossos fãs comunicando essas mensagens.


Blue Hour é o começo de uma nova era agora que vocês encerram a série "The Dream Chapter", aparesentando a oportunidade para novos temas e enredos. O que irá manter consistente no TXT e o que irá mudar? O que podemos esperar desta nova era com Blue Hour?

SB: "minisode1: Blue Hour" é nossa parada enquanto nos preparamos para prosseguir em nossa próxima série. É sobre o sentimento de não familiarização que algumas vezes pode nos atingir quando nossos relacionamentos com nossos amigos passam por uma mudança. É nossa visão sobre experiências de circunstâncias inesperadas, tal como a pandemia de COVID-19, e nós tentamos contar através do nosso próprio som e energia refrescante.

BG: Você será capaz de ver como nós mudamos e crescer como TOMORROW X TOGETHER se olhar o EP como um todo, mas nossa coreografia em particular. Nossa coreografia costumava ser centrada no grupo na maioria das vezes, mas nossa nova performance na verdade inclui sessões de danças solos para cada membro. Nós também tivemos a chance de trabalhar com dançarinos desta vez, então é tudo muito novo, revigorante e diferente. Este EP mergulha em tantos gêneros e mostra novos e diferentes lados de nós mesmos. Eu espero que nossos fãs, os MOAs, gostem!


Os membros escreveram letras ativamente neste lançamento, que foram criadas durante a pandemia. Quais eram seus pensamentos e esperanças enquanto criavam este álbum sob esta circunstância única? Como foi seu processo diferente?

HK: Nós tentamos refletir os sentimentos dos tempos atuais neste álbum. Nosso objetivo era fazer uma música que fosse relevante e relacionável para muitos. Por exemplo, "We Lost the Summer" é sobre adolescentes que estão experimentando uma mundo completamente mudado devido a pandemia. Todo mundo perdeu as normas antigas de suas vidas, e como estávamos nos perguntando como poderíamos representar tal circunstância, nosso produtor, Bang Si-Hyuk, era na verdade aquele que veio com a ideia do "Arcade" de Han's Band, uma música que mostra a crise financeira da Coreia no final da década de 90 da perspectiva de uma [pessoa] jovem.

YJ: Estivemos participando da criação deste álbum escrevendo letras do começo do ciclo deste EP. Nem toda ideia foi adotada, mas o processo nos permitiu inserir mais ideias e letras para o acompanhamento das faixas. Todos nós pusemos muito esforço; eu trabalhei na faixa pop-rock, "Wishlist," com Hueningkai e Taehyun.

TH: Eu trabalhei em "Wishlist" e também em "Ghosting" como Soobin. A letra de "Ghosting" reflete no estado emocional desorientado de um garoto que foi afastado e cortado do mundo. Eu acho que a experiência de trabalhar nesta faixa fez eu sentir mais fome de mais oportunidades [de trabalhar] em músicas, e escrever letras no futuro.



Eu notei que o single principal, "Blue Hour", é uma faixa orientada para discoteca, e seus colegas de empresa BTS também lançando uma música de tema disco de bastante sucesso, "Dynamite." Qual é a atração do TXT ao gênero disco? Por que vocês acham que é uma trilha sonora adequada para agora?

SB: O disco/retrô é uma tendência agora, não apenas na música mas na cultura como um todo. O disco que interpretamos através de "Blue Hour" é bem de menino e também refrescante, o que o faz perfeito para este álbum. Nós pensamos também que seria muito fácil de curtir e se relacionar para muitas pessoas. 2020 é um ano diferente para todo mundo. Pensamos que é a hora para uma música brilhante e enérgica, e "Blue Hour" é esperançosamente a dose de alegria e vigor que todos nós precisamos.


O EP conta com cinco músicas que incluem diversos gêneros como dancehall, future R&B e pop-rock. Vocês tem uma música favorita no EP? Quais músicas vocês estão mais animados para apresentar?

YJ: "We Lost the Summer"!

SB: Eu devo dizer nosso single principal, "Blue Hour."

BG: Minha favorita é "Ghosting," mas eu estou animado para performar especialmente "Blue Hour" porque nós vamos utilizar adereços e fantasias, e iremos estar trabalhando com muitos dançarinos.

TH: Nós temos trabalhado em "Blue Hour" por um longo tempo, então estou bem apegado a ela. Mal posso esperar!

HK: Eu nunca tentei disco antes, então minha escolha é "Blue Hour." Estou super animado para apresentar essa música particularmente porque tem tantos passos de dança em destaque.



Quais gêneros vocês tem interesse em tentar no futuro?

YJ: Eu gostaria de trabalhar mais em future R&B assim como rap e hip-hop.

SB: Eu quero tentar a cappella.

BG: Eu acho que seria incrível fazer algumas faixas acústicas.

TH: Eu diria soul.

HK: Piano rock! Eu acho que seria muito legal tocar o piano em um concerto um dia.


Os elementos visuais da sua música sempre se destacam, e desta vez estamos vendo cores brilhantes e sessões de fotos ao estilo feito-em-casa. Qual a inspiração por trás do estilo deste comeback?

BG: O objetivo para os aspectos visuais deste álbum era refletir no desenvolvimento do espaço online como nosso eixo de comunicação e união enquanto estamos fisicamente em casa. Se tornou muito mais natural agora encontrar pessoas e passar um tempo com o outro de forma online; é a mudança em nossa cultura e a definição do "espaço" que compartilhamos com nossos amigos. Os elementos visuais pretendem representar a felicidade e o divertimento que nós podemos sentir quando nos conectamos com outra pessoa através de espaços online e virtual. As cores vívidas e o brilho representam nossos espaços pessoais.


O que vocês esperam que os fãs ganhem ao escutar este novo álbum?

YJ: Através do nosso álbum, nós desejamos compartilhar com nossos fãs esperança e energia positiva.

SB: Nada além de alegria e felicidade.

BG: Acima de tudo, eu quero que nossos fãs saiba que independentemente de qualquer distância que nos separa, estamos todos conectados de coração a coração. Também espero que eles sejam capazes de nos assistir e ganhar um pouco de energia.

TH: É sobre o momento, então eu espero que eles sejam capazes de ouvir e se relacionar baseando-se em suas próprias experiências pessoais. Quanto à faixa principal, é um disco, então espero que eles curtam.

HK: Todos estão passando por um momento difícil, então eu espero que possamos torcer e nos elevar todos juntos. É o que eu mais quero.


Como um grupo de K-pop líder da quarta geração que em um mundo que está cada vez mais prestando mais atenção ao gênero, como você acha que se destaca dos outros na indústria?

YJ: Estamos sempre trabalhando muito dura para mostrar o nosso melhor em cada aspecto. Acho que nosso forte é que nós trabalhamos com um um alcance diverso de gêneros e tentamos colocar uma performance perfeita para cada um. Nós também almejamos mostrar progresso como artistas em cada projeto.


Sonhos e elementos juvenis estão se adequando para agora, já que todos preferem estar num estado de sonho. Vocês tem incorporado esses elementos constantemente em sua música e mensagem. Por que vocês acham esses temas importantes para sua música?

YJ: Nós somos artistas da Geração Z, então queremos lidar com emoções que nossos pares/iguais experienciem. "Sonhos" e "juventude" são elementos chave. Nossa série "The Dream Chapter" lidou com histórias sobre conhecer amigos pela primeira vez, fazendo um pouco de travessura juntos, e também o encontro com os conflitos com a realidade que tenta separar nossa amizade. Essas histórias são uma narrativa contínua de crescimento e mudança, que eu espero que tenha sido e continue a ser relacionável e confortante para os fãs e para outros ouvintes. É o que nós buscamos como artistas: crescer e ser capaz de consolar e empatizar.

TH: Nós sempre contamos nossa história em nossos álbuns. Temos abordado conceitos de sonhos e juventude em nossos álbuns porque eles são valores e momentos muito importantes para qualquer um, incluindo nós mesmos. Temos contado histórias sobre estar animado e fazer amizades, brincando juntos num pequeno desvio da adolescência e encontrando um pouco de discórdia em nossas amizades; felizmente, muitas pessoas nos disseram que tiveram ou estão passando por situações semelhantes. Eu acho que temos mostrado um grande crescimento através da série "The Dream Chapter", e nós realmente nos esforçamos para crescer e nos tornarmos mais artistas que possam passar compreensão e consolo por meio da música. Logo, era importante para nós falar sobre os valores que importam para nós em nossa música. Para nós, eram os sonhos e a juventude.


Como vocês têm lidado com o fato de não poderem fazer turnês ou de promover como de costume? O que vocês têm feito para tornar a vida melhor?

BG: Temos colocado tudo de nós nos ensaios para este EP porque realmente queremos entregar músicas e performances de qualidade para nossos fãs. Nós também tentamos o nosso máximo para nos manter consistentemente em contato com nossos fãs através do Weverse e do Twitter.

TH: Nós participamos de várias oportunidades de performances como a KCON. Foram todos momentos memoráveis.



Vocês estrearam em 2019 e desde então tem experienciado sucesso tanto na Coreia quando no exterior. Como vocês cresceram como um grupo desde sua estreia e como sua dinâmica mudou? O que tem sido a coisa mais surpreendente na sua jornada até agora?

YJ: Acho que me sinto mais relaxado e à vontade no palco. Também acho que tenho amadurecido um pouco na forma como penso e me levo.

SB: Posso sentir e reconhecer meu próprio crescimento e posso claramente ver que nossos membros estão crescendo também. Isso me deixa orgulhoso.

BG: Eu conto que a coisa mais surpreendente e incrível é que nós temos nossos fãs, os MOAs: pessoas que nos encorajam e nos apoiam sempre.

TH: O fato de que podemos compartilhar nossa música com tantas pessoas e ser amado por tantas pessoas no mundo é algo que eu ainda sou muito grato e fico surpreso.

HK: Nosso amado MOA que tem estado consistentemente com seu amor e apoio a nós. Eu sou extremamente grato.


Quais são seus objetivos, tanto pessoais quanto profissionais, para o futuro?

YJ: Pessoalmente, eu gostaria de ser capaz de compartilhar uma mixtape ou single que eu criei do início ao fim. Profissionalmente, eu mal posso esperar até o dia em que poderemos realizar nosso próprio concerto.

SB: Eu quero ser alguém que meus fãs sejam capazes de amar e apreciar. Como pessoal, eu quero amadurecer como um bom adulto.

BG: Eu quero continuar colocando meus melhores esforços no que eu faço agora. Quero me tornar um artista que possa ser uma fonte de força para alguém.

TH: Não importa quanto tempo leve, eu quero que o TOMORROW X TOGETHER se torne um grande time que possa marcar seu nome na história do K-pop. Pessoalmente, eu quero continuar saudável e feliz.

HK: Assim como Yeonjun, eu também estou muito ansioso por nosso primeiro concerto solo. No futuro, eu quero ser capaz de fazer uma turnê mundial e conhecer nossos MOAs de todo o mundo cara a cara.



Artigo original: GRAMMY

TRAD ENG-PT/BR: Abby (TXT Brazil)

63 visualizações0 comentário