Buscar
  • TXT BRAZIL

[BILLBOARD] TOMORROW X TOGETHER fale sobre o EP 'Minisode 2: Thursday's Child'.

"Abraçando a raiva e sendo ilimitado".


"Acho que este é o conceito e tema mais sombrio que já tentamos”, diz Taehyun do TXT sobre o último lançamento do grupo.


Poema "Criança de Segunda-feira":

“A criança de segunda-feira é bonita de rosto A criança de terça é cheia de graça A criança de quarta-feira está cheia de aflições A criança de quinta-feira tem muito a percorrer A criança de sexta-feira é amoroso e generoso A criança de sábado trabalha duro para viver E a criança que nasce no dia de sábado É bonita, boa e alegre.”



Assim como quinta-feira inspira uma mistura agridoce de emoção e tédio – o fim de semana está finalmente ao alcance, mas não realmente – o filho de quinta-feira tem a grave infelicidade de interpretações abertas nesta rima famosa, sempre se perguntando se o longo caminho a que ele está destinado é difícil ou recompensador. No entanto, os cinco membros das estrelas pop coreanas TXT, ou TOMORROW X TOGETHER – Yeonjun, Soobin, Taehyun, Beomgyu e HueningKai – nunca tiveram medo da incerteza, nem se contorcem com a perspectiva de trabalho duro. Afinal, quando você parte com a ambição de narrar a vasta paisagem da juventude e do crescimento, você precisa estar pelo menos um pouco confortável em não ter todas as respostas, curioso o suficiente para se aventurar no desconhecido e corajoso o suficiente para saber quando deixar de lado crenças e ideais ultrapassados. A tarefa do TXT, no entanto, era muito mais difícil. Quando eles estrearam na Big Hit Music (anteriormente Big Hit Entertainment) em 2019, eles foram o primeiro grupo masculino na lista da empresa em seis anos. O único outro grupo desse tipo no selo era o fenômeno mundial BTS – que, naquela época, havia se tornado líderes de uma nova ordem do K-pop, construída com base em números sem precedentes e lançamentos honestos que narravam suas origens humildes e lutas pessoais. Dizer que eles tinham grandes sapatos para preencher era um eufemismo – ao mesmo tempo em que enfrentavam a tarefa gigantesca de criar sua própria identidade e voz. Mas este terreno irregular é onde o grupo prospera. Desde seu primeiro lançamento, as obras do TXT parecem teses poéticas sobre as vitórias e desafios de crescer e descobrir quem você é. Em seu single de estreia 'Crown' - que os tornou o ato mais rápido a alcançar o primeiro lugar nas paradas de Vendas de Músicas Digitais e Álbuns Mundiais da Billboard - eles retratam o início da adolescência através de um menino que acorda com chifres na cabeça e começa a se odiar. Ele só percebe que ser diferente não é ruim quando conhece outro personagem com asas. Esse garoto e sua história se tornam um canal para o TXT explorar seu potencial ilimitado. Desde querer escapar para sua própria ilha mágica em “9 and Three Quarters (Run Away)” até perceber, dolorosamente, que algumas amizades não devem durar em “Can't You See Me?”, ele conta não apenas com o turbilhão emocional interno de crescer, mas também encontrar seu equilíbrio em um mundo volátil. À medida que ele oscila entre as paisagens dos sonhos e a realidade, as camadas ficam mais obscuras e as emoções ficam mais complexas. “0X1=Lovesong (I Know I Love You)”, por exemplo, carrega o espírito ilimitado e invencível do amor jovem. Mesmo este mundo materialista não pode impedi-los de serem românticos, como dizem em “LO$ER=LO♡ER”. Olhando para trás, é compreensível por que o último EP do grupo, Minisode 2: Thursday’s Child – lançado em 9 de maio – vem cheio de desgosto. Chega exatamente no momento certo em sua jornada evolutiva: em algum momento, o idealismo deve se transformar em praticidade, o primeiro amor deve gerar as primeiras mágoas e os fundamentos de sua crença precisam ser sacudidos antes de decidir quem você quer ser. Esse desamparo e decepção se torna o tema central do Minisódio 2: Thursday's Child. Longe vão os óculos cor de rosa do grupo – com suas percepções e ideais em ruínas, o TXT está dando um passo para trás e reavaliando a trajetória do garoto que acreditava em sonhos e magia. Pontilhada com boas referências ao seu trabalho anterior – a faixa-título “Good Boy Gone Bad” faz referência à faixa “Cat & Dog” dizendo “Meu rabo abanou para você”, enquanto “Trust Fund Baby” contrasta diretamente com “LO$ER =LO♡ER”, com o grupo desejando que eles pudessem ter sido bebê de berço de ouro se isso significasse manter o amor vivo – Minisódio 2: Thursday's Child mostra o TXT em sua forma mais madura, honesta e contemplativa. Claro, a jornada não termina aqui, mas onde quer que eles vão agora, eles serão pessoas diferentes. Abaixo, a Billboard conversa com o TXT para falar sobre Minisode 2: Thursday’s Child, como eles evoluíram como artistas e como encontraram sua própria voz. Descobri que o álbum é baseado na canção de ninar “Monday’s Child”. Por que você escolheu “Thursday’s Child”, em oposição às outras crianças da semana? Soobin: Se você pensar bem, quinta-feira é um dia no meio da semana, mas também parece final de semana. Então, este álbum fala sobre esse período de transição de um menino se tornando adulto, e esse menino está experimentando as emoções de passar por um rompimento ou separação. A frase "Crianças de quinta-feira tem muito que percorrer" tem muitas interpretações. Alguns dizem que é uma coisa boa: que a criança está destinada à grandeza. Alguns dizem que é uma coisa ruim – que ele ou ela vai ter uma vida difícil. Qual interpretação você acha que se encaixa neste álbum? Taehyun: Acho que estamos interpretando como um lado mais positivo. Sempre contamos nossa própria história, e quando dizemos que temos um longo caminho a percorrer, significa que temos mais música para fazer e mais música para [os fãs] ouvirem. Então, achamos que é uma interpretação positiva. É interessante que você tenha dito que é uma interpretação positiva, porque quando analisamos o visual deste, é uma transformação em relação ao seu trabalho inicial. Como foi explorar esse lado sombrio para Thursday’s Child? Hueningkai: Na verdade, sabíamos que iríamos tentar esse tipo de conceito uma vez na vida. Quando tentamos, eu sabia que finalmente havia chegado a hora. No começo, eu não sabia como me acostumar com esse novo conceito, mas aos poucos fui me familiarizando com ele e até descobri um novo aspecto de mim mesmo. Aprendi muito durante todo o processo. Qual era esse novo aspecto? Hueningkai: Nós cinco não estamos muito acostumados a expressar abertamente ou mesmo abraçar tanta raiva. Retratar esse tipo de estilo novo e sombrio nos permitiu experimentar a expressão. Acho que descobrimos uma gama mais ampla de charme. O que você acha que esse lado mais sombrio traz para você como um ato? Taehyun: Em termos de conceito, música e performance, isso é algo que nunca tentamos antes. Eu acho que este é o conceito e tema mais sombrio que já tentamos. Eu acho que este álbum pode mostrar às pessoas que até TOMORROW X TOGETHER pode fazer isso. Quando eu olhei para os teasers para este álbum, uma emoção que imediatamente saltou para mim foi a raiva. Este álbum parece muito mais irado do que seus trabalhos anteriores. Por que você decidiu seguir esse caminho? Taehyun: Eu acho que raiva é um tipo de emoção que você naturalmente passa enquanto cresce. Achamos que finalmente era hora de falarmos sobre essa emoção chamada “raiva”. Estamos falando de uma separação. Então, estamos tentando passar por essas emoções diversas e diferentes que um menino experimenta quando está crescendo.Trust Fund Baby” e “LO$ER=LO♡ER” parecem opostos um do outro – em “LO$ER=LO♡ER”, você diz que é mais romântico do que materialista. Mas em “Trust Fund Baby”, você se arrepende de não ser um “Trust Fund Baby/ Bebê de berço de ouro”. Isso foi intencional, e por que você seguiu esse caminho? YEONJUN: Sim, há uma ligação que você provavelmente notou entre as duas faixas. A letra “amante com cifrão” de “LO$ER=LO♡ER” se transforma em “amor sem cifrão” em “Trust Fund Baby”. O garoto em “LO$ER=LO♡ER” acreditava firmemente que dinheiro era tudo o que ele precisava para proteger seu amor, mas, infelizmente, seu amor falhou. O menino agora é um cínico. Essa progressão da história parecia natural. Crescer tem sido um tema importante em seu trabalho, juntamente com a interseção de um mundo de sonho e realidade. Você disse que o mundo da fantasia retrata uma versão mais inocente que você deseja proteger. Agora que você está lançando álbuns que lidam com emoções ‘adultas’, como você acha que essas coisas vão impactar o mundo dos sonhos? Taehyun: Então, ‘The Chaos Chapter’ [série] era sobre canções de amor – essas canções falam sobre o amor que parecia um sonho, e um amor que parecia que iria durar para sempre. Mas se você ouvir este álbum, especialmente “Trust Fund Baby”, ele fala sobre um rompimento em que um garoto termina com alguém porque ele foi impedido por essa parede da realidade. Acho que é uma continuação do sonho e da realidade. Quando você estreou, deve ter havido muita pressão. Você era apenas o segundo grupo de garotos em sua empresa e tinha muitos sapatos para preencher. Agora que você chegou a um lugar onde as pessoas conhecem o TXT como o porta-voz de uma geração, qual é a coisa mais importante para você quando se trata de contar suas próprias histórias e encontrar sua própria voz? Soobin: Muitas pessoas nos dizem que quando ouvem nossa música, elas sentem “Oh, isso é como eu. É isso que estou passando”. Então, quando as pessoas ouvem nossa música, eu quero que elas achem nossa música relacionável. Quero que nossa música lhes traga conforto. Eu quero continuar fazendo música que traga mais conforto para as pessoas. Os membros participaram da produção deste álbum. Agora que vocês trabalharam em vários álbuns, quão diferentes são seus processos criativos um do outro? Taehyun: Então, para mim, acho que sou o tipo de pessoa que simplesmente começa a compor. Costumo escrever uma música ou uma letra de uma só vez. Em vez de me inspirar no exterior, prefiro me inspirar na música. Então, se eu conseguir uma boa faixa, posso escrever uma boa melodia. E se eu conseguir uma boa melodia, posso escrever boas letras. Então eu me inspiro na música e na música. E os outros membros? Yeonjun: Na verdade, sou o oposto. Acho que penso muito quando estou escrevendo músicas ou letras. Quando estou escrevendo letras, penso muito em cada linha. Eu estudo muito, então não sou o tipo de pessoa que escreve tudo uma vez. Beomgyu: Eu acho que realmente depende da situação para mim – se eu tiver um tema ou um som que eu estava pensando, então eu incorporo minha própria história no tema e na música. Mas se me deparo com um tema muito difícil ou algo em que realmente preciso me aprofundar, pego referências de muitos programas de TV ou penso nas histórias que meus amigos me contaram e me inspiro nisso. Estamos essencialmente na era pós-bloqueio agora. Deve ser tão importante porque parece que vocês passaram mais tempo na pandemia do que fora dela. Yeonjun até disse em uma entrevista que você perdeu o interesse em se apresentar devido à pandemia. Agora que vocês estão saindo em turnê, como estão se sentindo? Yeonjun: Agora que podemos conhecer nossos fãs pessoalmente e trazer nossas performances para eles, estou muito feliz por finalmente podermos fazer isso. Você sabe, a energia que eles trazem é real; realmente ajuda quando eles estão lá pessoalmente. Eu realmente mal posso esperar para conhecê-los em nossa turnê. Soobin, em uma entrevista anterior, você disse que acreditava que o TXT estava no caminho certo porque encontrou sua voz. Quais são algumas coisas que constantemente fazem você acreditar que está na parte certa em sua vida diária? Soobin: À medida que temos mais anos e ainda mais álbuns em nosso currículo, estamos obtendo melhores resultados e melhores números. Nós [também] tentamos muitos gêneros musicais. À medida que trabalhamos em mais e mais álbuns, [sinto que] não temos limites. Fizemos essa jornada musical passo a passo.



 

Fonte: Billboard

Tradução ENG-PTBR: TXT BRAZIL

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo