Buscar
  • TXT BRAZIL

ANALISE DE "CAN’T YOU SEE ME?"

Atualizado: 24 de Set de 2020



A música já começa nos fazendo uma pergunta, ‘Você não pode me ver?’, ao analisar o MV de ‘Can’t you see me?’ pude perceber conexões da letra expressa na coreografia da mesma.


O MV já começa mostrando uma espécie de linha do tempo, relembrando trechos do MV da faixa título anterior do TXT, ‘Run Away’ que possui uma forte relação com CYSM: Cinco jovens garotos que estão em meio a descobertas de um mundo.


Após a recordação de ‘Run Away’ enfatizando o elemento fogo, que possui destaque em ambos os MVs, o TXT encontram-se sentados como se estivessem refletindo sobre algo e logo em seguida é como se o tempo tivesse voltado pra nos mostrar o motivo

deles estarem refletindo/desolados.

A música começa fazendo o mesmo questionamento do título ‘Você não está me vendo?’ a questão é: quem não está vendo eles? Eles mesmos, nós aqui fora ou um deles em específico?


Fazendo uma analogia da letra com as cenas do MV, nós podemos ver o TXT agindo como amigos, indo visitar uns aos outros, se divertindo, sentados a mesa fazendo uma refeição, como se fosse uma amizade “normal” de amigos unidos que possuem um laço muito forte e é ai que no MV começa o caos e isso remete ao trecho da música que diz: ‘Aquela promessa eterna era como magia, nossa centelha floresceu sob a luz das estrelas, agora as veja queimar no fogo’.


A amizade do TXT no MV é como uma promessa eterna e repleta de magia (fazendo referencia a Eternity e Magic), quando a cena está do lado de fora da casa onde ambos realizam parte da coreografia da música, está correlacionado ao trecho ‘nossa centelha floresceu sob a luz das estrelas’ esse momento da dança onde os membros dançam ao ar livre com a luz das estrelas iluminando, antecede o momento em que ocorre o caos no MV, onde eles acabam “destruindo” a casa com alimentos e posteriormente fogo e é aqui que entra o trecho ‘agora as veja queimar no fogo’.


E durante essa cena externa os membros no trecho que fala sobre mentira, cruzam os dedos, o que geralmente é um sinal relacionado a um pedido de proteção, de boa sorte.