Buscar
  • TXT BRAZIL

Análise de 'TCC: FIGHT OR ESCAPE' do TXT: de riffs de rock e carinhosos tributos aos fãs

A boyband da HYBE re-lançou o álbum de maio, 'FREEZE', com três novas adições que, em sua maioria, os colocam ainda mais em sua era rock star.


Classificação: ★★★★☆ (4 estrelas de 5)


O TOMORROW X TOGETHER está em sua era rock star. Após o lançamento de maio 'The Chaos Chapter: FREEZE' com a angustiada emo '0X1=LOVESONG (I Know I Love You)', a versão repackaged deste disco os mostra ainda mais inclinados a esta atitude. 'The Chaos Chapter: FIGHT OR ESCAPE' adiciona duas novas músicas e uma nova versão da faixa título de 'FREEZE', que na maior parte leva o TXT mais fundo no mundo de riffs e sentimentos grunhidos.


'LO$ER=LO♡ER' continua de onde '0X1=LOVESONG' parou, sua melodia de guitarra (tocada em um instrumento que antes pertenceu a Keith Richards dos Rolling Stones) e letras cheias de palavrões mascarando as camadas mais românticas da música. O conceito da música reside no desejo do perdedor de 'ser um herói' – ou um amante – para sua alma gêmea e suas letras iluminam a importância que o grupo dá ao amor. 'Minhas mãos entrelaçada nas suas, está toda machucada / Não importa quando estou com você,' Soobin canta em um pedaço. 'Esta vida que é como uma guerra, eu sou sempre o perdedor,' Yeonjun adiciona depois. 'Você foi minha salvadora.'


Na outra ponta de 'FIGHT OR ESCAPE' vem uma nova visão de '0X1=LOVESONG (I Know I Love You)', a joia com Seori de 'FREEZE'. Chamada de 'Emocore Mix', a faixa eleva suas guitarras para 11 e adiciona solos noodling em suas camadas. Enquanto a reformulação não muda drasticamente ou dê uma nova luz ao seu significado, ela aumenta a angústia, mas de uma forma que não corre o risco de transformar as coisas em uma caricatura de si mesmas.



Porém, nem toda nova adição a esta versão repackage de 'FREEZE' mergulha no lado mais sombrio da banda. 'MOA Diary (Dubbadu Wari Wari)', que se encaixa na tracklist entre 'No Rules' e 'Dear Sputnik', canaliza a brilhante flutuabilidade de 'Magic'. Um tributo ao fã clube do TXT – que se chama MOA – e escrito pela própria banda, retribui a força e a cura que eles ganham de seus ouvintes em sentimentos tocantes que destacam o vínculo entre as duas partes. 'Se lembra do dia em que nos encontramos pela primeira vez / A única pequena sereia do TXT', Beomgyu canta com uma piscada, sua referência de apenas um dos muitos 'códigos secretos' que os cinco integrantes teceram na faixa. O próprio 'Dubbadu' é também uma referência semi-enigmática a um dos nomes do MOA para o grupo.


Musicalmente, a faixa vai em busca de algo muito mais leve que as outras novas músicas do disco e encontra isso na reluzente disco-pop. É infecciosamente positivo, suas rajadas de cordas sintetizadas e os improvisos 'MOA MOA! MOA MOA!' trazendo explosões de alegria para a composição. É apenas uma decepção as suas semelhanças bastante óbvias com 'Permission to Dance' do BTS - o TXT trabalhou duro para criar seus próprios personagens que são únicos de seus colegas de gravadora, e é um pouco frustrante que, sonoramente, uma música tão especial não fora permitida criar seu próprio espaço também.


'The Chaos Chapter: FREEZE' foi um disco perfeito e sempre seria difícil para este novo material combinar. Ele não vacila, com cada uma das três adições colocando uma boa luta para se igualar a qualidade de 'FREEZE'. Mas 'LO$ER=LO♡ER' se aproxima dos cortes de rock do álbum original enquanto a nova versão de '0X1=LOVESONG' é divertida, mas não vial. Ainda assim, 'The Chaos Chapter: FIGHT OR ESCAPE' mostra que o TXT continua a crescer e explorar tudo o que eles são capazes com alguns resultados brilhantes e estimulantes.





 



Análise original: Rhian Daly (NME)

TRAD ENG-PT/BR: Abby (TXT Brazil)

7 visualizações0 comentário